Confederação Brasileira de Judo Kodokan reconhece Graduação kodansha 9° Dan Kyudan faixa vermelha

Neste último final de semana, na capital Campo Grande, por indicação da Liga Confederada de Judô do Mato Grosso do Sul (LCJMS) foi reconhecido pela Confederação Brasileira de  Judô Kodokan Nelson Takeyoshi Arazawa  com o 9º Dan kyudan, Kodansha. A cerimônia foi realizada na Associação flor de Cerejeira filiada à liga estadual LCJMS, contou com a presença do sensei e presidente Cleber Santos Pereira, sensei responsável pela projeto Flor de Cerejeiras  Romeu Savary Chita Junior, e senseis que fazem parte da LCJMS e CBJK, além de familiares dos graduados.

Ponto alto do evento foi o momento da entrega de faixa e certificado feita pelo Presidente Comissão Nacional de Graduação, mestre Noritoshi Sato 9° Dan CBJK ao mestre Nelson Arazawa.  Amigos e praticantes de judô desde os anos 1970, onde realizaram grandes lutas como oponentes, mas a amizade e respeito continuaram, 50 anos passados o judô novamente uniu os dois, hoje mestres.

Um pouco da história do Kodansha NELSON TAKEYOSHI ARAZAWA

Graduado faixa preta pela kodokan do Japão do presidente Risie Kano, e CBJ recebeu a graduação de Augusto de Oliveira Cordeiro. Mestre Arazawatem tem 75 anos, nascido em 1945 na cidade Assai Paraná, da família tradicional japonesa Arazawa, filho de Tetsuo Arazawa (pai) e Tomi Arazawa(mãe), foi no estado paranaense que começou seu amor pelo judô, sendo o primeiro judoca a representar o Paraná em Campeonato Brasileiro, sagrando-se  campeão. Nos anos 1960 o destino fez com que ele viesse para Campo Grande, aqui também praticando a arte de Jigoro Kano se tornando o primeiro representante de Campo Grande no Campeonato Brasileiro de judô, tendo sua classificação para Sul Americano. Só não disputou a competição, pois a data coincidiu com outra data de tamanha grandeza, o dia de seu casamento. Formando vários professores na arte do judô nada mais justo que, no dia dos professores, o mestre receba tão grande reconhecimento da CBJK. Além do mestre, a cerimonia também graduou outros judocas que tiveram a aprovação de faixa preta, sensei Fernanda Ferreira Molina de Coxim MS.

História do Judô no Mato Grosso do Sul

O Judô do Estado teve a influência japonesa direta, onde o grande momento aconteceu com a introdução do esporte através de São Paulo. Isso aconteceu antes da separação do Estado, que na época era apenas Mato Grosso, a divisão aconteceu somente em 11 de outubro de 1977. Quando os primeiros mestres chegaram a Campo Grande, ela era ainda uma cidade do interior do Mato Grosso. 1946 foi a data da chegada do primeiro sensei (professor) de judô no Estado, Hideki Yoshida foi o primeiro a chegar em Campo Grande, ele era um profundo conhecedor da cultura japonesa, deu aulas de judô, jiu-jitsu, canto, língua e dança japonesa na União Atlética Campo-Grandense na Rua 14 de julho ao lado do Colégio Dom Bosco.

Os primeiros praticantes de judô foram: Kiyonori Shimabukuro, Seitoku Ishikawa, Kosin Tibana, Yoshinori Oshiro, Shinco Sotoma, Massao Nakasato, Maurício Tibana, Família Tokubaru (Toshiharu, Yoshinari e Shoiti Kito) num dojô que media 10x8m. Apesar de não ser formado, mesmo porque naquela época era muito difícil encontrar alguém com conhecimentos do estudo de arte japonesa, o sensei Yoshida deixou a sua marca.

No ano de 1956, Maurício Tibana com 23 anos, foi convidado para reorganizar o judô, ele foi enviado para Araçatuba treinar com Sensei Massao Mori, que era ligado a Federação Paulista de Judô e também com a Associação de Faixas Pretas do Brasil. Sensei Mori deu permissão e assistência técnica necessária para Maurício Tibana dar continuidade ao Judô em Campo Grande de 1956 a 1969, junto com ele outros senseis também se dedicaram no ensino.

Nossa entidade tem discípulo direto de Kihara, nosso mestre Noritoshi Sato 9º Dan CBJK, Professor Yoshio Kihara 7º Dan como representante do Instituto Kodokan no Brasil o Judô de Campo Grande através do Professor Massao Mori foi o articulador de todas as ações administrativas e técnicas entre Campo Grande e São Paulo. Outro fato importante foi a contratação do Professor Shigueaki Noguchi que estava em Glória de Dourados e participou como primeiro técnico de Campo Grande no 1º Campeonato Noroestino de Judô na cidade de Guararapes-SP com os seguintes atletas: Noguchi, Mauricio Tibana, Toshiyuki Fukutsi, Shinco Sotoma e Yoshinori Oshiro. Nessa época haviam muitos atletas destacando como: Bernardo Oshiro, Celso Gouveia, Paulo, Ibrahim Kalil Zaher, Elias Saliba, Cabo Hélio de Lima, Pedrão de Dourados, Edmundo Curvo e outros vários professores vieram e deram grande colaboração ao judô MS : Romeu Pires, Terazaki, Manao Nimomia, Nelson Arazawa, IkuoOnodera, ChiakiIshii, Takanori Sekine, Hiroshi Yamamoto, Satoru Nukarya, Yoshinori Okumoto, Rui Gibin Lacerda, Miguel Suganuma, Setsuo Takahashi, Massao Shinohara e vários outros. Mestre Nelson Takeyoshi Arazawa teve grande influencia na formação vários professores e  campeões no estado do MS.

Redação: Sensei Paulo Roberto

Imagens: LCJMS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error

Gostou do nosso site? Divulgue para familiares e amigos :)